No cinema: Os Miseráveis.

Ok, eu estava tãããão animada pra esse filme que decidi nem comentar sobre ele aqui no blog antes de assistir, pra não ser uma decepção. Agora que assisti, posso vir elogiar um dos grandes concorrentes ao Oscar.

Só o fato de “Os Miseráveis” ter sido adaptado de um livro e se transformado em um musical para a  Broadway já é motivo suficiente para querer assistir o filme. Outro fat0 que me fez surtar até finalmente conseguir assistir, foi o elenco (Anne Hathaway, Hugh Jackman e Amanda Seyfried? Sério? Isso é o mundo real?). Bom, a história é dividida em três partes.  

Jean Valjean (cantarolando o nome, porque depois do filme é quase impossível não cantarolar) é um homem libertado da prisão, que depois de ser acolhido por um padre que lhe dá esperanças, refaz sua vida se tornando proprietário de uma fábrica e um prefeito muito amado. Mesmo assim ele tem Javert, o chefe da polícia desconfiando sobre sua nova identidade. Enquanto isso Fantine, que trabalha em sua fábrica, é mandada embora injustamente e acaba vendendo tudo de si (Isso inclui dentes, cabelo e corpo) pra poder enviar dinheiro para sua pequena filha Cossette que é criado por um casal bem cara de pau. Quando Jean Valjean percebe seu erro de não ter ajudado Fantine, se sente tão culpado que promete cuidar de sua filha. O tempo passa e ele ainda está fugindo e escondendo sua identidade. Mas Cossette conhece Marius, um garoto rico que quer ajudar os pobres que vivem de maneira terrível, e se apaixona. O filme é inteiro (INTEIRO) cantando o que pode parecer chato até os sete primeiros minutos, onde você já está chorando. O mais interessante de tudo? Tudo é cantado ao vivo, de verdade. Isso torna a história tão mais verdadeira que até o cenário mais triste, se torna bonito. Por fim, o filme merece todos os prêmios pelo qual está sendo indicado. É claro que não é um filme para todos os gostos, mas te faz ter um certo apego por musicais. Recomendo muito.

Separei uns covers lindos das músicas de Les Miserables pra vocês já irem curtindo:

Lea e Chris cantando Bring Him Home. Impossível não se emocionar, nem que seja um pouquinho.

Como esquecer da Susan Boyle cantando I dreamed a Dream no Britain´s Got Talent? O mundo inteiro parou para ouvir.

Esse tem 13 minutos porque tem o genial Nick Pitera fazendo a voz de todos os personagens e interpretando cada música. Incrível.

Gostaram? Me digam o que acharam dos covers e do filme ok? Beijo.

Anúncios

6 comentários sobre “No cinema: Os Miseráveis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s