Passe uma tarde com George Clooney.

Não, isso não é nenhuma promoção mágica do nosso blog. Até porque se eu tivesse a chance de escolher alguém para conhecer o George Clooney, eu escolheria euzinha. Infelizmente nossa tarde envolve ele dentro da tv e a gente fora. Mas é claro que existem suas vantagens.

Primeiro vou falar do filme que assisti essa semana. Os Descendentes é baseado no romance do mesmo nome escrito por Kaui Hart Hemmings. Conta a história de Matt King (George Clooney) um latifundiário que teve um passado cheio de dificuldades, e vive afastado de suas duas filhas. Matt enfrenta uma situação muito delicada, depois que sua esposa sofre um acidente de barco e entra em coma. Depois desse acontecimento inesperado, a vida de Matt começa a mudar quando ele começa a se aproximar de suas filhas, com as quais não tinha muito contato. O filme trata de temas difíceis de serem conversados: uma mãe a beira da morte, uma filha rebelde, uma traição e mesmo assim, faz isso deliciosamente. Shailene Woodley (post sobre ela aqui) arrasa, como já era de se esperar, e faz você chorar, rir, sentir raiva e amar cada pedacinho do filme. Sabia que até para o Golden Globes ela foi indicada pelo papel de Alexandra? Não levou esse mas levou o MTV Movie Awards de revelação. Curiosidade: Amanda Seyfried que já tem uma carreira consagrada tentou o papel, mas eles gostaram mesmo foi da Shailene (eu teria amado qualquer uma das escolhas, então sou suspeita). Ponto pra atriz que interpreta a filha mais nova de Matt, que também é super talentosa.

Amor sem Escalas também é uma adaptação (e que os livros dominem o mundo) de um livro escrito por Walter Kirn. Ryan Bingham (Clooney) é um consultor que tem a tarefa de demitir funcionários para cortar os gastos das empresas. Quando não está no trabalho, ele gosta de passar o tempo em quartos de hotéis pouco conhecidos e cabines de vôos. Com uma carta de demissão na mesa de seu chefe, e a promessa de trabalho em uma misteriosa firma de consultoria, Bingham está perto de conquistar o seu principal objetivo: conseguir 10 milhões de milhas como passageiro. Anna Kendrick (nova queridinha, minha e de Hollywood) é Natalie, a personagem mais fofa do universo. Impossível não chorar com ela. O filme é interessante, mas você precisa prestar atenção. Na verdade, o que cativa mais é o carisma dos personagens. Mesmo assim, vale a pena.

PS: Ambos os filmes tem uma linguagem um pouco mais, digamos, moderna. Algumas piadas podem ser mal interpretadas então caso você não seja do tipo que tem liberdade pra assistir filmes com palavrões perto dos pais ou de alguns adultos, assista sozinho ou passe eles.

E então, gostam de mais algum filme do George? Conta pra gente. Beijos!!!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s