Só é bonita na poesia

2860468_afdvdfvervd

Ah, saudade. Aquela que só é bonita na poesia e aquela que bebi a semana toda. Falo tanto dela, já que ela insiste em não me deixar e não sei se isso é tão ruim quanto dizem por ai, na verdade me acostumei com sua presença viva. Tenho uma tendência a ser nostálgica a maioria das vezes, é eu gosto. Gosto de olhar fotos da minha infância e ver meus amigos que eu jurava que seriam meus melhores amigos até o fim, mas pelo menos foram meus melhores amigos enquanto eu era criança. Dá saudade, mas talvez não queria voltar no tempo estou bem agora e com meus melhores amigos de hoje e espero que dessa vez seja pra sempre. É estranho saber que sua melhor amiga de infância já tem um filho e sustenta sua casa própria casa  com o dinheiro que ganha do seu trabalho -quase- escravo, ela tá ai mulher enquanto eu continuo aqui menininha terminando o ensino médio e apaixonada por um carinho super bacana, mas tenho receio de contar, mas sei que se fosse ela no meu lugar já teria contado, já teria beijado e teria acabado por ali. Ela sempre gostou de amores passageiros enquanto eu preferia a eternidade. Bobas, ingênuas. Ri quando vi uma foto minha usando um vestido da minha tia e os sapatos de meu avô, enquanto nos lábios trazia o vermelho do batom da minha avó, que saudade boa daquela época em que eu era feliz com quase nada. Aliás apenas com um vestido, um par de sapatos e um batom vermelho. Achei encima do armário uma cartinha de amor, daquelas que você se apaixona porque primeiro amor deixa marcas que não dá pra apagar. Depois de um dia cansativo, dormi e em meio aos meu vários e turbulentos sonhos me vejo da rua em que cresci aquela que minha avó morava, que minhas amigas apareciam todo sábado para me ver e aquela que depois que me mudei eu sempre voltava para passar as férias. Mas dessa vez notei uma diferença tamanhã. Ali eu não brincava de pega-pega com minha amiga, meus amigos não brigavam para ver que batia o penalti na partida de futebol e não tinha aquele vizinho chata que nos mandava ficar quietos todo santo minuto. Não tinha ninguém, ou quase ninguém diferente além de minha ex-melhor amiga que agora tinha um bebê, meus amigos agora tinha barba e eu estava mais alto ou pelo menos achava que estava.

Anúncios

4 comentários sobre “Só é bonita na poesia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s