Resenha: Quem é você, Alasca?

DSC08272

Esse livro  ficou em primeiro lugar no meu pódio de livros de 2013. As histórias do João Verde são tão apaixonantes que quero ler tudo que ele escreve. Comprei o livro na Bienal que teve em Salvador e cacei ele com Ana, até que achamos. Bom não era bem essa a capa que queríamos, mas estávamos tão ansiosas pra ler o livro que compramos mesmo assim. Quem sabe depois de completar minha listinha de livros eu não compre de novo só com a capa preta? – a Gi tem, é muito amor-.

DSC08267

O livro não tem capítulos, ele é divido em duas partes “antes” e “depois” cada capítulo tem uma data, começando por “cento e trinta e seis dias antes” e terminando com “cento e trinta e seis dias depois” e você passa toda a primeira parte pensando no que vai ser essa super coisa que acontece entre as duas coisas, que muda completamente o rumo do livro! O espaçamento e a fonte são ótimos.  Li em dois dias e só não digo que lia em um porque era muita emoção pra pouco eu.  

“Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras – e está cansado de sua vidinha segura e sem graça em casa. Vai para uma nova escola à procura daquilo que o poeta Fraçois Rabelais, quando estava à beira da morte chamou de “Grande Talvez”. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young. Inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, Alasca levará Miles para o seu labirinto e o catapultará em direção ao “Grande Talvez”. Quem é você, Alasca? narra de forma brilhante o impacto indelével que uma vida pode ter sobre a outra. Este livro incrível marca a chegada de John Gree como uma voz importante na ficção contemporânea”

Miles (codinome ‘Gordo’, ironia por ele ser magrelo) tem 16 anos e não tem amigos e a monotonia da sua vida o deixa angustiado, cansado de sua vida ordinária quer sair em busca do que um poeta chamou de ” O grande Talvez”. Ele é fissurado por biografias, e coleciona ultimas palavras, o que é bem legal, nos da um certo conhecimento a mais e as lê de trás para frente, porque a única coisa que o interessa são as últimas palavras das pessoas. Ele não sabe o porquê disso. Ele vai para um colégio interno na Flórida chamado Escola Preparatória de  Culver Creek, onde o pai estudou onde divide o quarto 43 com Chip (ou ‘Coronel’) e no começo, era só desconfiança, mas depois se tornaram confidentes e melhores amigos. Conhece logo depois Alasca Young – melhor amiga do Coronel – uma garota totalmente enigmática e com um quê de maluquice a mais do que o normal.  Ela é meio louca, adora contar histórias e é cheia de mistérios e logo o Gordo fica fascinado pela beleza e pela bipolaridade de Alasca, que aparante ser sempre a mais forte do grupo, mas você vai perceber como ela é frágil e um tanto triste por carregar uma culpa desde sua infância, mas você tem que ler pra saber sobre o que é essa culpa. Coronel, Alasca ,Takumi e Lara são os amigos que Gordo e eles são muito fieis a ele.  A escola onde tudo acontece tenho certeza que muitos adolescentes adorariam estudar lá por que acontece de tudo que o jovem gosta. Você verá como esse livro destaca bem a importância da amizade na vida das pessoas, mostra a lealdade entre os amigos. Tem também a mudança que acontece no comportamento e na personalidade de Miles desde que ele chega na escola e você vai odiar algumas partes porque você vai ficar com raiva do personagem na hora, mas você vai amar o enredo e chorar drasticamente. Bom eu chorei e não sei se você vai chorar, mas com certeza vai se emocionar. Tirando toda a parte dramática do livro tem algo que achei super importante no abordamento do John Green que é a parte filosófica do livro nos fazendo muitas refletirmos sobre a vida. O livro fala sobre escola, drogas, envolvimento, amor, amizade, mas tentem focar na parte reflexiva do livro, é interessante.

DSC08276

Aquela velha frase: “… se as pessoas fossem chuva, eu seria garoa e ela, furacão.”

Adorei o livro e acho que ele acabou se tornando meu livro favorito de 2013, mesmo tendo o ”acontecimento” eu simplesmente amei e super recomendo ele, mesmo lendo algumas resenhas dizendo que no começo ele é chato coisa e tal, eu achei ele muito interessante e acho que todo mundo deveria ler. Eu sei que escrevi demais e meus posts tem sido muito extensos, mas esses dias tô com muita com vontade de escrever e terão que me suportar. haha Enfim, já leram o livro? Me contem. Espero que tenham gostado da resenha, teremos várias agora nas férias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s