As cores da felicidade

tg

Mais cedo enquanto fazia milhares de coisas ao mesmo tempo eu já sabia que no fundo não queria fazer nada, fui ao meu espelho e olhei meu rosto e senti saudades de dias atrás que eu vivi de rosto lavado e coque bem no alto da cabeça, não que eu não estivesse assim na hora em que estava na frente do espelho, só refleti no quanto as pessoa mudam para agradar primeiro aos outros do que a nós mesmo. Acabei folheando uma revista e li um texto da maquiadora Vanessa Rozan e ela colocou nas palavras dela todo sentimento que estava na entalado na minha garganta. Temos que pensar de modo simples e viver que melhor nos convêm. Se você quer usar batom vermelho use, se quiser fazer um olhão preto e sair em plena segunda-feira só pra passear na rua, vai. Se você é negra, branca ou asiática e não usa algo que você tem vontade de usar só por que já ouviu muita gente falar ou leu em algum lugar que aquele tal tom não combina com você, use ele e mostre ao mundo que para você ser linda não importa o tom que você estiver usando, basta ter coragem de ser você mesma. Usa o que te faz bem,não o que os outros apontam ser o melhor pra você. Assuma o risco de ignorar o fato da sociedade julgar seu verdadeiro eu, mas a melhor felicidade é de quando somos quem queremos ser, isso colore o mundo.

Anúncios

5 comentários sobre “As cores da felicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s