Quando você finalmente termina de ler sua saga favorita.

20140622-045756-17876072.jpg

“I have a curse
I have a gift

I am a monster
I’m more than human

My touch is lethal
My touch is power

I am their weapon
I will fight back”

Venho, em meu minuto de luto *drama* tentar explicar de uma maneira mais novela mexicana possível como dói terminar sua trilogia favorita. Consegui parar de chorar há alguns minutos, mas toda vez que eu lembro do livro, meu coração dói. Não, o final não foi terrível (alô Réquiem!). Foi tudo que eu imaginava e um pouco mais. Porém, para parecer menos esquisita, vou contar minha história com Shatter Me e Tahereh Mafi.
Tudo começou quando eu decidi que precisava ler “Estilhaça-me”. A capa era linda, era da minha editora favorita e eu precisava. Na época, não tinha um centavo disponível pra gastar na livraria e foi aí que fiz uma troca no skoob (não lembro o nome da pessoa maravilhosa que me enviou o livro, mas obrigada!). Deste dia em diante fui sugada para o universo solitário de Juliette Ferrars que é minha protagonista favorita de todas (Desculpa Anna, Hannah e Mia). Conheci o Adam e o Warner e fiquei completamente dividida. Li o segundo livro *decidi qual dos dois eu amava mais* e aguardei roendo as unhas pelo terceiro. Li em cinco horas, devorei cada pedacinho, li e reli e me aliviei com um final que trouxe o que eu mais desejava: respostas. Essa é parte feliz. Vamos para a parte triste.
Não tem mais Juliette. Não tem mais Adam e mais importante de tudo, não tem mais Warner (me digam: como eu vou conseguir viver em um mundo que não tem mais Warner? Não é justo!). Acho que só me senti assim quando terminei de ler a saga de Jogos Vorazes (também doeu, também chorei, mas o fato de ter os filmes me consolava um pouco). Ambos os finais foram extraordinários, mas isso não faz doer menos (oh, i wish 😔). A sensação de acabar, de vez, seu livro favorito é surreal. Sem querer parecer mesquinha com relação a coisas realmente importantes (o livro é bem importante pra mim, psiu!), mas acabar um livro (ou uma série, o que dói tanto quanto) é como ver alguém que você ama ir para bem longe, sabendo que nunca mais terá notícias dela. Gente, é triste! Passei pela fase de animação e definitivamente estou de luto agora. Não sei se vou parar de chorar tão cedo. Odeio amar tanto o Warner, como nunca amei nenhum outro personagem. Odeio que não tenhamos mais vinte cinco livros sobre a história dele e odeio que eu não possa ter meu próprio Warner. Mas a viagem foi uma montanha russa linda, deliciosa e inesquecivelmente. Única e daquelas que me marcarão para sempre. Em meio a todo meu drama, devo dizer que se tivessem me avisado que ler doía tanto… Eu leria mesmo assim, porque a adrenalina e as borboletas que o final de um livro amado trazem, não se comparam a mais nada nesse mundo. Por fim, obrigada Tahereh, minha distopia favorita não poderia ter terminado de forma melhor (porém você ta liberada para escrever novos livros sobre minha Juliette sempre que quiser!). Esses livros me estilhaçaram, me libertaram e me incendiaram. Não sei se algum dia outra trilogia vai tomar em meu coração o lugar de favorita, ser como esses livros foram. Só sei que em meio as minhas lágrimas bobas, fica o sorriso e a satisfação de fazer parte de uma história, como se eu estivesse ali do ladinho, acompanhando tudo. Nada se compara a isso.

Anúncios

2 comentários sobre “Quando você finalmente termina de ler sua saga favorita.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s