A dança da vida

large (1)

Parece até impossível escrever muito quando estou feliz, acho que tenho uma queda por tristezas ou sei lá o quê, mas acho que expresso melhor quando as lágrimas estão para cair, ou já estão rolando pelas maçãs do meu rosto. Mas hoje eu repensei sobre isso e sobre eu ter visto minha vida passar tão rapida que nem deu tempo de completar minha lista passada e já estou planejando uma nova mentalmente. O maior diferencial é que nessa lista envolve mais sobre nós dois, contém mais tópicos que você tá incluso. Você chegou e se apossou da minha vida, do meu travesseiro, do destino das minhas cartas e das ligações antes de dormir só pra rir um pouquinho antes de se cobrir totalmente até pegar no sono. Os meses parece que passaram voando e já fizemos tanto e não fizemos nada. É tão clichê, mas parece que todo tempo junto ainda não me parece suficiente. É tão bom quando a gente encontra alguém que faz as coisas difíceis parecerem fáceis, e você é assim. Tem um um texto de uma escritora que eu amo e ele fala que a gente se apaixona pelo jeito da pessoa, e acertou. Me apaixonei pelo jeito que sorri, pelo seu modo de caminhar e de falar dos seus sonhos. Me apaixonei pelo jeito que sorri pra toda criança, e pela forma que sempre dá de pensar algum jeito pra ajudar os outros. Me apaixonei pela forma que consegue me fazer a pessoa mais sorridente e boba desse mundo. Agora que você pegou minhas mãos para dançar, não nos soltaremos mais.

Anúncios

Um comentário sobre “A dança da vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s