Um conto da vida

large (7)

Como eu estou todos os dias em um terminal rodoviário gosto de reparar nas coisas e pessoas ao meu redor, quer dizer isso quando não estou correndo entre as pessoas e suas malas para poder pegar meu ônibus pra voltar pra casa. Às vezes o movimento é mais intenso e a praça de alimentação fica lotada e as vezes está tão vazio que sinto vontade de sentar só pra preencher o vazio daquele lugar. Dia desse voltei a reparar nos cheiros a minha volta, nos perfumes diferenciados que se encontram e se separam no ar em instantes e me intriga porque fico tentando adivinhar de quem é. Me peguei lembrando do melhor ano da minha vida e pensando que esse ano não chega nem perto disso, em relação a diversão, alegrias e a melhor coisa era que eu não precisava me preocupar com muito, eu tinha tudo porque eu não tinha muito. Dois anos se passaram e como de normal muita coisa mudou e eu gosto disso, essa é a verdade. Mas agora tá tudo muito turbulento as vezes sinto que estou parada no meio do terminal rodoviário e as pessoas a minha volta fazem um barulho descomunal, se batem em mim, passam ao lado correndo e é como eu se eu não estivesse ali. O tempo corre, salta na velocidade da luz e mais dia e menos dia se eu não tomar um pilula da coragem pra sair do lugar e correr atrás de tudo novamente, as coisas não mudam e eu não volto a tomar conta da minha própria vida. Era falar sobre a beleza da vida e eu me confundi com os impasses, mas sabe nos defeitos, nos degraus, nas quedas e lágrimas existe uma beleza motivacional e é nela que tenho me apegado a mudar o  destino do resto desse ano.

Anúncios

4 comentários sobre “Um conto da vida

  1. Saskia Lemos disse:

    Iindo texto!
    Passei o ano passado assim também.
    Minha vida tava tomando direções opostas ao que eu queria mesmo.
    Mas quando voltava de São Paulo, quando estava encarando aquela rodoviária lotada, percebi que eu tinha que tomar o controle da minha vida de novo.
    E foi o que eu fiz.

    • Girls disse:

      Que ótimo Saskia, a proposito amei seu nome, é muito bom saber que outras pessoas compartilham desse mesmo sentimento que eu, e a melhor parte é saber que tomou o controle de tudo novamente.

      • Saskia Lemos disse:

        Não foi fácil, nem um pouco. Mas temos que assumir, a vida é uma só não dá pra gasta-la vivendo do modo que outra pessoa quer.
        Mas sei que você conseguirá assumir a sua tbm ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s